segunda-feira, 30 de setembro de 2013

A semana do magista - Papus



A imantação das forças psíquicas 
deve ser feita no silêncio. 
É pela perseverança,
pela calma e, 
sobretudo, 
pela investigação exclusiva 
da verdade por si mesma 
e não por fim material 
e vil, 
que se chega pouco a pouco, 
à intuição do astral 
e à posse da prática.
  
O dia do magista 
deve ser consagrado 
à prece 
sob estas três formas:
a palavra, o trabalho e a meditação.
Ao levantar-se dirá, 
depois de ter purificado fisicamente 
o mais possível pela água, 
a oração do dia diante do altar. 
Em seguida se entregará ao trabalho 
que é a mais útil e eficaz das preces.
A noite,  finalmente, consagrar-se-á 
alguns instantes 
à meditação 
relativamente às observações 
e aos ensinamentos 
que se pode recolher durante o dia 
que acaba de transcorrer.

sexta-feira, 2 de agosto de 2013

Os dois tipos de paciência - Sutra Upasakashila

Existem dois tipos de paciência: a que pertence a este mundo e a que o transcende.
Com a paciência deste mundo, aprendemos a tolerar a fome, a sede, o calor, o frio, o sofrimento e a alegria.
Com a paciência transcendental, aprendemos a ter fé inabalável, sabedoria, generosidade, compaixão e mente aberta.
Aprendemos a ser firmes em nossa lealdade ao Buda, ao Dharma e à Sangha;
a tolerar insultos, agressões físicas, escárnio, conspirações maléficas contra nós, cobiça, ira, ignorância e todos os outros elementos vis e humilhantes deste mundo.
Aprendemos a tolerar o intolerável e a realizar o impossível.
Assim é a paciência que transcende este mundo.

Sutra Upasakashila

segunda-feira, 1 de julho de 2013

Pai-Mãe nosso que estais em todos os lugares


Pai-Mãe nosso que estais em todos os lugares

Santificada e Glorificada seja vossa Obra Maravilhosa

Venha a nós a percepção de vossa 
Beleza, Alegria e Bondade Eternas
Que ela nos eleve acima de nossas forças

Seja feita a vossa vontade
em cada coração que brilha com tua Luz
Assim no plano físico como no espiritual

O pão espiritual da evolução e superação
dá-nos, conforme nosso mérito e necessidade.

Perdoai nossas faltas na medida em que 
desatamos os nós das faltas de nossos irmãos em relação a nós

Não deixeis abater e desaquecer
a nossa força que brota de ti

Que nossos corações resplandeçam
com Teu Amor Infinito.

Livra-nos do egoísmo.

Amém, Aum, Paz

terça-feira, 28 de maio de 2013

Pensamentos soltos - Shankaracharaya



Assim como as nuvens tornadas visíveis pelos raios de sol manifestam-se escondendo o sol que as criou o egoísmo manifesta-se a si mesmo ocultando o caráter real do Eu.

As nuvens são reunidas pelo vento, e por ele dispersadas. A servidão é criada pela mente bem como a emancipação.

Shankaracharya.

Morra e viva Naquilo - Sam Tchan Khan Pa



Morra e viva Naquilo!
Confia!

Possa a tua alma brilhar com a infinita Luz e suprema Paz
Oh, imortalidade suprema, em Ti sempre morei!
Não mais distinto de Ti serei.
Tua alegria enche aquilo que de minha alma permanece.

Incendeia aquilo que resta de meu coração.
E em mim incorpora a felicidade de um relâmpago eterno.

Oh, Vida imensa e infinita!
Esplendor eterno e radiante!
Tu és meu único corpo.
o meu único lar...
Eu sou a divindade das coisas!

Sob este espesso manto de matéria
sou a chama silenciosa e anônima,
que de todos é desconhecida,
e que brilha no coração das trevas externas!

No perpétuo ressurgir de minha infinita visão
Não mais existem véus, nem trevas, nem luz.
Oh inominável infinito!
O Eterno que não tem qualquer atributo
é minha única morada,
o meu único estado Natural

É nesta unidade que vejo uma infinidade de seres e coisas
dissolvidos numa essência comum, 
igual à pura água
que da pura água surge,

Na plenitude transluminosa de uma infinita realidade
para sempre estou transfigurado
assim como todas as coisas transfiguro
em virtude do eterno relâmpago que sou.

Eu sou... Para sempre sou...
A bênção infinita que nos seus eternos ritmos
o Universo acalenta 
e os corações das coisas acelera.

Eu sou... Para sempre sou...
No meu refúgio último,
que é também o refúgio de todas as coisas...

Alegria!
Harmonia!
O êxtase do mundo!

Sam Tchan Khan Pa
Lama Tibetano

sábado, 30 de março de 2013

Pensamentos soltos - Henry Bergson

" A humanidade geme, meio esmagada sob o peso do progresso que conseguiu. Ela não sabe o suficiente que seu futuro depende dela. Cabe-lhe primeiro ver se quer continuar a viver. Cabe-lhe indagar depois se quer viver apenas, ou fazer um esforço a mais para que se realize, em nosso planeta refratário, a função essencial do universo, que é uma máquina de fazer deuses."
Henri Bergson

quarta-feira, 6 de março de 2013



O estado da mente bem-equilibrada mostrará o caminho
A todo aquele que atingiu a Fé e a Sabedoria;
Os varais são a Consciência;
a Mente, o jugo;
E a Cautela, a auriga atenta;
Os arreios da Probidade, o Carro ;
O Entusiasmo, o eixo;
a Energia, as rodas;
E a Calma, o companheiro de trabalho;
A falta de cobiça, as cortinas.
A Benevolência e a Inofensibilidade são as suas armas,
Junto com o Desapego da Mente.
A Persistência é a armadura do exemplo,
E é para atingir a Paz que o Carro vai adiante.
E, construído pelo eu, pelo próprio ser de alguém,
Ele se torna a incomparável, a suprema carruagem;
Acomodados nela, os Sábios deixam de ser parte do mundo
E alcançam a Vitória.

Sakyamuni
Samyutta, Nikaya, v